sábado, 27 de novembro de 2010

Teologia Sistemática II


Teologia Sistemática II
Antropologia - Hamartiologia - Angelologia - Eclesiologia

Antropologia

A Palavra Antropologia significa "Estudo do Homem“.
É uma composição Grega formada de:

ANTROPOS -Homem
LOGOS -Estudo

A Antropologia científica - estuda o homem por suas características físicas

b) A Antropologia Religiosa - estuda de forma
física-espiritual (corpo – alma – espírito).

2- Teorias da origem do Homem
2.1- O Evolucionismo Biológico
- Transformações biológicas ocorridas a
milhões de anos.
- Uma pequena célula, que deu origem a uma
outra forma de vida.
- Charles Darwin escreveu a teoria do evolucionismo

2- Teorias da origem do Homem
2.2- O Criacionismo Bíblico
- Se apóia na bíblia para responder com o
homem foi criado
2.2.1- Um Conselho celeste na criação do homem
*** FAÇAMOS
2.2.2- A criação do homem difere das outras criações
Para tudo Deus usou a palavra “HAJA” para homem
ELE FOI FAZER.
2.2.3- O homem foi criado superior aos outros seres
O homem possuía um nível muito elevado
intelectual, moral e religioso.

2.3- As funções do ser humano

Função
Dominar a Criação
Multiplicar-se e Povoar a Terra
Alimentar-se
Trabalhar, Cultivar e Guardar o Jardim

A mudança no ser humano

Instintos Pecado
O desejo de dominar Soberba da vida
O sexo Depravacao sexual
Odesejo de alimentar Exesso, glutonaria
O desejo estético Cobica aos olhos

2.5- A natureza física
- O homem fisicamente é diferente de todos os demais
seres vivos.
- O homem não se parece com seu criador no aspecto
físico, visto que Deus é espírito, e espírito não
possui forma.
2.6- A natureza espiritual
- Deus fez o Homem do pó da terra
- Soprou em suas narinas, e o homem se tornou
alma vivente
- O espírito existe, tem personalidade, pode viver
fora do corpo, é imortal, faz parte da divindade de
Deus
- O espírito torna o homem um ser espiritual

2.6.1- Dicotomia
Aqueles que crêem que o homem é Dicotomo,
defendem a tese de que o homem é formado
por duas substâncias:
- A natureza física (Corpo)
- Natureza espiritual (Imaterial ou espírito),
- A Dicotomia crê que alma e espírito são a mesma
coisa

Base para os Dicotômicos

Mateus 10:28 Não temais os que podem
matar o corpo, e não podem matar a alma,
temeis antes aquele que pode fazer perecer
no inferno tanto a alma quanto o corpo.
Atos 2:31 Nesta previsão disse da
ressurreição de Cristo que a sua alma não
foi deixada na morte, nem a sua carne viu a
corrupção.

2.6.2- Tricotomia
Esta corrente de pensamentos acredita que o homem
é formado por três partes, ou seja Corpo , alma e
espírito, com base nas seguintes passagens das
escrituras sagradas:

Base para os Tricotômicos

Hebreus 4:12 A palavra de Deus é viva e eficaz, e
mais cortante que qualquer espada de dois gumes,
e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito,
juntas e medulas, e é apta para discernir os
pensamentos e intenções do coração.
I Tessalonicenses 5:23 O mesmo Deus de paz vos
santifique completamente. E todo o vosso Espírito,
alma e corpo sejam plenamente conservados
irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor
Jesus Cristo.

2.7- As funções do corpo
2.8- As funções da alma
2.9- As funções do espírito

3- As Teorias da Origem do Espírito


3.1- Emanacionismo
Ensina que o Espírito vem ao homem no ato
da fecundação, enviados por Deus, ou seja,
a alma e o Espírito do homem já existem
no céu, e a medida que nasce uma criança,
Deus escolhe um deles e os envia até o
corpo da criança no útero da mãe.
Errado
3.2- Transmigracionismo
Ensina que o espírito nasce com o ser vivo
em escalas zoológicas inferiores e vai
reencarnando em espécies superiores,
passando pelo homem até atingir um
grau de perfeição moral.
Errado
3.3- Criacionismo
Aqueles que crêem no Criacionismo defendem
a tese de que a alma e espírito é produto da
criação de Deus, ou seja para cada criança
que nasce Deus cria um espírito e uma alma
para a mesma, é como se Deus soprasse
sobre cada criança a nascer, criando a sua
alma e espírito.
Base Bíblica Hb 12:9; Is 57:16; Ec 12:7

3.4- Traducionismo
Esta linha de pensamento ensina que o homem transmite
aos filhos não só os traços de aparência física, como a
cor da pele, tipo sangüíneo, altura, cor dos olhos, cabelo,
etc... Mas também o homem pode gerar a alma e espírito
dentro do corpo humano, entendendo que primeiro
Deus criou o homem a sua imagem e semelhança, e ao
soprar sobre o homem o espírito de vida, lhe deu
capacidade para se multiplicar, tanto no corpo, como no espírito. Errado

4- O Homem como a imagem de Deus
- Não é física como muitos acreditam ser
- É a Imortalidade
- São os traços morais e intelectuais do homem.

5- O Destino do Homem
5.1- O destino do corpo físico
- O corpo volta ao pó, de onde foi criado.

5.2- A imortalidade da alma
- Entendemos que a alma é eterna,
- Não existe extinção da alma
- Não se pode matar a alma
- A alma é a parte intelectual do homem
- A alma que possui os poderes de decisão dentro
do corpo
- A alma que obedece ou não a Deus,
- A alma que decide consagrar-se a Deus,
ou menosprezar os conselhos do Espírito.

5.2.1- O destino da alma
- Existem dois destinos para a alma, um
para os salvos em Cristo, e outro para
aqueles que rejeitaram o amor de Cristo.

5.2- A imortalidade da alma
- Entendemos que a alma é eterna,
- Não existe extinção da alma
- Não se pode matar a alma
- A alma é a parte intelectual do homem
- A alma que possui os poderes de decisão dentro
do corpo
- A alma que obedece ou não a Deus,
- A alma que decide consagrar-se a Deus,
ou menosprezar os conselhos do Espírito.

5.2.1- O destino da alma
- Existem dois destinos para a alma, um
para os salvos em Cristo, e outro para
aqueles que rejeitaram o amor de Cristo

Hamartiologia

1- Introdução
- Pecado no grego é “AMARTIA”.
- termo é derivado de uma raiz que indica “errar o
alvo”, “fracassar”.
- Trata-se do fracasso em não atingir um padrão
conhecido, mas antes, desviando-se do mesmo.
- O pecado tanto é um ato como é uma condição.
- É o “estado” dos homens sem regeneração

2- Pecado no AT
- Transgressão da vontade de Deus, e até uma ofensa
pessoal a Deus
- Manifestação do desejo do homem de ser autônomo,
de não ser mais filho de Deus
- O pecado revela-se como poder que escraviza o
homem, e do qual só Deus pode salvá-lo.

3- Pecado no NT
O pecado é apresentado como:
- Falta contra a lei
- Falta contra a vontade de Deus
- Recusa de se submeter a Cristo o Redentor
- Falta de fé na sua pessoa e na sua palavra,
** Através do pecado o homem se torna culpado,
se exclui do Reino de Deus e se torna objeto do
juízo e do castigo de Deus.

4- A Origem do Pecado
4.1- Deus não é o Autor do Pecado
*** Eu crio o mal Isaías 45:7 Eu formo a luz e crio
as trevas; eu faço a paz e crio o mal; eu, o SENHOR,
faço todas essas coisas.
34:10 diz: “... Longe de Deus o praticar ele a
perversidade, e todo-poderoso o cometer
injustiça”.

4- A Origem do Pecado
4.1- Deus não é o Autor do Pecado
Deus é santo e, três vezes santo (Is 6:3) e não há
nele nenhuma injustiça.
Tiago diz: “Ninguém ao ser tentado, diga: sou
tentado por Deus; porque Deus não pode ser
tentado pelo mal, e ele mesmo a ninguém tenta”,
(Tg 1:13)

4.2- O Pecado Teve Origem no Mundo Angélico
4.3- A Origem do Pecado na Raça Humana
*** Satanás investiu no homem para o enganar
4.4- O Caráter do Primeiro Pecado do Homem
*** Falta de fé nas palavras de Deus - INCREDULIDADE

4.5- Como o Pecado é Transmitido
O pecado é espiritualmente transmitido, no ato
da procriação.
Salmos 51:5 Eis que em iniqüidade fui formado, e
em pecado me concebeu minha mãe.

4.6- O Perdão dos Pecados
- É conferido exclusivamente por Deus (Mc 2:7).
- É dado por meio de Cristo (Lc 1:69; 77).
- Consistem em serem apagadas nossas transgressões
- Restaura o pecador diante de Deus (Is 44:22).

Angelologia

1- Introdução
- Os Anjos não são humanamente visíveis
- Cremos na veracidade da sua existência
- Cremos em tudo quanto a Bíblia afirma a seu respeito

2- Definições
- O vocábulo "ANJO" no grego foi traduzido como
"ANGELLOS"
- Significa Mensageiro de Deus
ANGELLOS = ANJOS
LOGIA = ESTUDO
Portanto, ANGELOLOGIA significa:
" Doutrina ou Estudo dos anjos "
2.1- Nomes aplicados aos anjos (Hb 1:14)
Gênesis 3:24 - Querubim
Gênesis 18:2 - Varão
Isaías 6:2 - Serafim
1: 6 - Filhos de Deus
Salmos 104:4 - Ministros
Efésios 1:20-21 - Principados Potestades Domínios
Hebreus 1:14 - Espíritos Ministradores
Judas 9 - Arcanjo
2.2- A criação dos anjos
2.2.1- Os anjos são reais
- Exercem atividades importantes no mundo espiritual
- Fazem dentro dos limites a que foram criados
- Os anjos de Deus não tomam outros corpos para
se manifestarem
- Os anjos de Deus tomam formas de pessoas humanas


2.2.2- Existem anjos bons e maus
- Na criação original dos anjos, não houve essa
classificação entre bons e maus
- Foram criados como seres morais com livre-arbítrio,
e daí, a liberdade de escolha consciente entre o bem
e o mal
- Aos anjos que não pecaram Deus os exaltou e
os confirmou em santidade

2.2.3- A habitação dos anjos
- habitação numa dimensão celestial

2.2.4- O número de anjos
- A quantidade existente de anjos é única e incontável
- Desde que foram criados não foram aumentados nem
diminuídos.
- Eles não procriam e foram criados de uma vez
pelo poder da Palavra de Deus
- São assexuados ou seja não possuem sexo.
- Os Anjos são filhos de Deus numa condição
original, visto que Deus os criou.

3- Natureza geral dos anjos
3.1- Os anjos são seres espirituais
- Não possuem limitações físicas
- Não sofrem ação da natureza.
- Não envelhecem Marcos 16:5

3.2- Os anjos são seres poderosos
- Matou a 185 mil soldados do exército assírio (Is 37:36)
- Destruiu com fogo as cidades de Sodoma
e Gomorra (Gn 19).
- Removeu a pedra do sepulcro onde Jesus foi
sepultado (Mt 28:2)
- São limitados a voz divina (II Sm 24:16; Gn 19:13)

3.4- Características especiais
3.4.1- Santidade
- São identificados como santos.
- Foram colocados em estados santidade (Ap 14:10).
3.4.2- Reverência
- Sempre estão na presença do Pai e vêem a sua face
(Mt 18:10).

3.4.3- Os anjos executam a vontade de Deus
O próprio sentido da palavra "anjo" é mensageiro.
*** Eles não podem fazer o que bem entendem
3.4.4- Os anjos cuidam e protegem os fiéis
"o anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que
o temem e os livra" Sl 34:7
3.4.5- Os anjos punem os inimigos de Deus
II Rs 19:35
Mt 13:49-50

4- Classificação angelical
A organização angelical abrange as várias categorias
ou classes de anjos.
4.1- Uma hierarquia
Os anjos de Deus se acham organizados de forma
hierárquica
4.2- O Arcanjo Miguel
4.3- O Anjo Gabriel
4.4- Os Querubins
4.5- Os Serafins

4.6- Tronos (Cl 1:16)
Refere a uma classe de anjos que está diretamente
ligada à majestade e soberania de Deus.
4.7- Domínios
Tem o sentido de soberania ou dominações (Ef 1:21).
4.8- Principados
Uma classe de anjos que têm poderes de príncipes.
4.9- Potestades
Executam tarefas especiais da parte de Deus.

5- Reino dos anjos maus
- Há muitos "demônios", mas existe um único “Diabo".
- "Diabo" é transliteração do vocábulo grego "diábolos",
nome sempre usado no singular, que significa
"acusador" e é aplicado nas Escrituras exclusivamente
a Satanás.
- "Demônio" é transliteração de "daimon" ou
daimonion", o plural é "daimonia".

5.1- A transformação deste Querubim
Ezequiel 28 :18 - 19
5.2- O fato de sua queda
Tudo nos leva a crer que os anjos foram criados
em estado de perfeição.
5.3- A época de sua queda
5.4- A causa de sua queda
Revolta deliberada e auto determinada contra Deus.

5.5- O resultado de sua queda
Diversos resultados de sua queda aparecem nas
Escrituras.
- Perderam sua santidade
- Tornaram corruptos em natureza e conduta
- Será lançados no Lago de Fogo.

6- Dois grupos distintos de anjos
6.1- Os anjos que estão em liberdade.
Efésios 6:12
6.2- Os anjos que são mantidos aprisionados
II Pedro 2 :4
Judas 6
Ap 9:15

Eclesiologia

2- Símbolos da Igreja
2.1- Corpo
- A igreja não é um simples ajuntamento de
pessoas, uma associação ou clube.
- É um organismo tem existência tal como o
corpo humano que é composto de muitos
membros e órgãos que funcionam em prol de
Uma vida comum.

2- Símbolos da Igreja
2.1- Corpo
- Um só corpo, mas constituído por milhões
de pessoas nascidas de novo, por meio do
evangelho de Jesus.
- Possui também uma cabeça, o próprio Cristo.
Ele é o chefe, o guia, o principal e o Príncipe da
Igreja.

2.2- Templo
- Cada crente é um templo de Deus (I Co 3:16-17)
-A igreja é simbolizada na Bíblia pela figura de
uma noiva
- A noiva e o noivo viverão juntos para
sempre (Ap 22:17).

3- Os objetivos da Igreja
a) evangelizar o mundo (Mt 28:19-20)
b) lugar para o crente cultuar a Deus (Hb 10:25)
c) lugar para o crente praticar a mordomia
d) lugar para o ensino da disciplina e norma
de conduta cristã (Mt 5:13; 18:15-17)

4- As duas ordenanças da Igreja
a) O batismo
b) A Ceia do Senhor

5- Ministério
- Ministério é o "trabalho ou serviço na igreja".
- Biblicamente, entendemos que todo serviço
cristão que se desempenha de modo contínuo
é um ministério.

Os ministérios de liderança apresentados
no Novo Testamento são:
- Apóstolos
- Profetas
- Evangelistas
- Pastores (Bispos, Presbíteros)
- Mestres (Efésios 4:11)
- Diáconos

5.1- Apóstolos
- Designa o primeiro ministério estabelecido na igreja
(I Co 12:28)
- Significa "enviado"
5.2- Profetas
- Recebe a mensagem e a transmite ao povo.
- Pode ser uma revelação, uma admoestação ou
uma predição.
- Último profeta de ofício - João Batista
- Hoje temos o dom de profecia

5.3- Evangelistas
- Capacidade especial para pregar o evangelho.
- O evangelista é um pregador
- Nem todo pregador é evangelista.
- Evangelista está ligado as ruas

5.4- Pastores
- Cuida de um rebanho de ovelhas.
- Suas atribuições são alimentar, cuidar, proteger,
defender, conduzir.
- Dos cinco ministérios o pastor é o que está mais
próximo da ovelha

5.4- Pastores
O trabalho do pastor na igreja não se restringe a
apenas batizar, celebrar casamentos, funerais, pregar
sermões, mas, de acordo com Ef 4:11-16:
Aperfeiçoar os santos para o desempenho do serviço
de cada membro do Corpo de Cristo e edificar o corpo
de Cristo que é a igreja.

5.4.1- Outros títulos utilizados para o pastor no
Novo Testamento são: bispo e presbítero

a) Bispo
- vem do grego episkopos (episkopos)
- Indica, não ofício, mas função, o trabalho
específico de um pastor dotado de visão
administrativa, um superintendente.
- Ele não faz todo o trabalho, mas organiza,
providencia tudo e depois supervisiona.
- O bispo como pastor tem a responsabilidade
de trabalhar para que o serviço seja bem feito.

b) Presbítero
- significa velho, ancião.
- Eles foram eleitos pela igreja para desempenhar
funções pastorais na palavra, nos batismos e
na celebração das ceias, entre outros.

5.5- Mestres
- São pessoas que possuem o dom da palavra do
conhecimento e da sabedoria. (I Co 12:8).
- Possuem capacidade intelectual e facilidade
de comunicação.
- Atualmente, o nome que damos a quem exerce
esta função é o de "professor".
- O professor não é tratado com a mesma importância
honra e respeito que o mestre recebia nos tempos
bíblicos.

5.5- Mestres
- A Bíblia valoriza o mestre, como acontecia
na comunidade judaica.
- Esses homens desempenham uma nobre função,
carregam uma grande responsabilidade (Tg 3:1),
que só não é maior do que o galardão que os
aguarda na eternidade (Dn 12:3).

5.5- Mestres
- A Bíblia valoriza o mestre, como acontecia
na comunidade judaica.
- Esses homens desempenham uma nobre função,
carregam uma grande responsabilidade (Tg 3:1),
que só não é maior do que o galardão que os
aguarda na eternidade (Dn 12:3).

5.6- Diáconos
- A palavra grega "diaconos", significa "ministro"
ou "servo".
Os diáconos foram instituídos com os seguintes
objetivos:
- Deixar desembaraçados os ministros
- Promover a paz na igreja
- Promover o bem-estar dos crentes que são beneficiados
com o seu serviço
- Reforçar a liderança da igreja

Estudem e boa prova
Pr.Welington Meireles

Um comentário:

  1. http://comente.assembleiabelem.br22.com

    Um blog que você Participa,ou seja você faz com sua opinião, entre em nosso blog e partipe, alem disso não precisa de cadastro

    Aproveite e Conheça nosso site

    http://www.assembleiabelem.br22.com/

    ResponderExcluir